Sérgio Ricardo Mondadori, formado em Direito, faz um depoimento que esclarece alguns pontos de sua necessidade especial, pois esta tetraplégico a 12 anos, o porque deve-se ter alguns cuidados como o de verificar o nível de urina na bolsa coletora, e a forma no qual foi tratado pela banca da OAB e FGV, quando de sua participação no concurso realizado em dezembro de 2010,
para que possa exercer a advocacia.
No qual lhe foram negados alguns direitos, como o de poder utilizar um teclado, ou de ter uma pessoa qualificada para ajudá-lo no manuseio de livro de consulta.
Assista esta primeira parte.